segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Cabra Cega - Sheila Ribeiro Mendonça

CABRA CEGA
Clara e Gustavo se conhecem em um clube de Curitiba quando ela estava pensando em viajar, antes de começar a faculdade, e então se apaixonam e casam. Assim, a vida de Clara muda rapidamente. A mudança é radical, pois Gustavo se revela um homem agressivo, ciumento, possessivo, violento, ardiloso e perspicaz, com isso transformando a vida dela numa constante surpresa e esconde-esconde. Não somente de comportamentos, como também de cidades. Com o intuito de não criar laços com ninguém e, principalmente, de não deixar que a família de Clara saiba onde ela está, você vai acompanhar Cabra Cega sem ter a certeza de até quando aquela cidade fará parte dos planos de Gustavo. Em Cabra Cega acompanhamos os escondidos.

Páginas: 94
Editora: Clube de Autores
Avaliação:


O Que Achei do Livro:
Clara conheceu Gustavo em um clube de Curitiba onde a família e os amigos dela se reuniam, quase sempre. Através de uma troca de olhares, Gustavo criou coragem e apresentou-se para Clara. Gustavo era mais velho e estava no último ano do curso de Medicina. Logo depois de se conhecerem e Gustavo ter se formado, decidiram se casar e assim Clara percebeu que seu noivo era filho único e nunca estava com alguém da sua família.
"Mas estava muito feliz, apesar de sua família ter algumas reservas em relação a Gustavo, pois já haviam percebido que ele escondia o jogo de quem realmente era e, às vezes, escorregava mostrando ser uma pessoa extremamente diferente do que Clara havia se apaixonado."

Os pais de Clara não se sentiam satisfeitos com o casamento da filha, pois Gustavo não era uma boa pessoa, algo que Clara não enxergava.

Clara não conseguia imaginar sua vida sem Gustavo, por mais que seu casamento não tenha sido exatamente o que sempre sonhou, contudo passou a fazer todas as vontades do marido, portanto Gustavo proibiu Clara de entrar em contato com a família e não usar telefone, fazendo com que sua mulher apenas envie cartas de vez em quando para seus pais.

Gustavo era um homem violento, contaminado pelo ciúmes e pela maldade, algo que Clara passou a enxergar com o passar do tempo, se tornando prisioneira do seu próprio marido, restando apenas tentar pedir ajuda e fugir do seu maior pesadelo.


Cabra Cega é um livro fininho com 94 páginas de pura ficção, o tipo de livro que deixa o leitor com muita ansiedade para saber o que vai acontecer com o decorrer da história.
Amei a escrita da Sheila, isso foi um dos pontos fortes do livro, pois através da sua escrita penetramos na história do casal.

O ponto fraco do livro é que a história poderia ter se desenvolvido mais, ou seja, a história poderia conter mais páginas, mais ficção, vingança, felicidade, raiva... Algo que teve de maneira muito rápida e com algumas partes que passaram despercebidas. Isso tudo me deixou com aquela vontade de "Quero mais".

Senti muito ódio pela família de Clara que viam a menina sofrendo nas mãos de um psicopata e não ajudavam em quase nada, algo que precisavam fazer desde o inicio. Sim, não importa quem esteja lendo o livro, ele mexe com as emoções de qualquer um.
Hoje em dia é comum a violência doméstica com mulheres, algo onde mulheres procuram fugir na maioria das vezes ou denunciar. Achei muito interessante o livro abordar esse assunto.

A leitura foi rápida, em uma tarde tranquila, e esse foi o primeiro livro que li no qual aborda a violência domestica.

Agradeço a autora parceira Sheila Ribeiro Mendonça por ter me mandado esse livro repleto de ficção para resenha.
Recomendo!

Trechos do livro:
“Clara não tinha mais forças para lutar contra Gustavo, e nem para se defender, e ficou ali parada se deixando apanhar".

"Na medida do possivel tentariam relaxar, pois esta, bem ou mal, havia sido a vida que Clara escolheu para ela".

"O medo que sentia era muito maior do que a vontade de vencer e por isso sempre adiava."

1 Assuntos:

She disse...

Minha querida, muito obrigada pelo feedback, adorei! Acho sempre importante ler a opinião de vocês.
Beijo, beijoooo!
She

Postar um comentário